Arquivo de outubro, 2010

Reflexos em 2012?

Publicado: 31 outubro 2010 em Barbosa Ferraz

A eleição da petista Dilma Rousseff pode trazer desdobramentos para as eleições municipais em 2012. Um dos exemplos é o vereador Miliossi, do PPS, que, seguindo a risca o que decidiu o partido, apoiou o tucano José Serra. Miliossi creditava à vitória de Serra uma excelente oportunidade para disputar a prefeitura de Barbosa Ferraz em 2012. Sem Serra na presidência, agora é ver se com o governo estadual sendo comandando por um partido aliado ao PPS, é possível que a investida ainda não tenha morrido sem nem ter começado.

Anúncios

A exemplo do primeiro turno a presidenta eleita do Brasil, Dilma Rousseff, venceu em Corumbataí do Sul mas não levou a melhor em Barbosa Ferraz. Aliás, a então presidenciável contou com o apoio contrário dos próprios companheiros dos partidos aliados nesta segunta etapa das eleições, o que pode-se chamar, na gíria política, de infidelidade partidária.

Em Corumbataí do Sul Dilma conquistou 52,66% dos votos contra 47,34% de José Serra. Já em Barbosa Ferraz Serra abriu a vantagem de 57,32% contra 42,86% da presidenta eleita Dilma.

Na contagem final dos votos a diferença entre Dilma Rousseff e José Serra ficou em torno de 12 pontos, conforme previa as pesquisas de intenções de votos feitas em todo o país.

As portas estão se abrindo

Publicado: 31 outubro 2010 em Paraná

As chances do deputado federal Odílio Balbinotti (PMDB) assumir uma cadeira na Câmara Federal no próximo mandato são grandes. A eleição de Dilma Rousseff neste domingo pode abrir vagas para os suplentes dos partidos aliados, como é o caso do PMDB. Quem também pode ocupar cargos importantes no Governo Federal a partir de 2011 são o senador Osmar Dias e o atual governador Orlando Pessuti.

Via twitter

Publicado: 29 outubro 2010 em Geral

Do humorista paranaense Diogo Portugal, via Twitter:

O exame de DNA pode ser feito pela saliva! Isso explica a expressão: “cuspir no prato que comeu!”

A polícia cumpriu 25 mandados de prisão nesta quinta-feira (28) em Campo Mourão . A operação “Campo Mourão mais Segura”, desencadeada por policiais da 16.ª Subdivisão Policial com apoio da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) e da Polícia Militar, deteve suspeitos de homicídios, tráfico de drogas e assaltos.

De acordo com a polícia, os mandados de prisão foram expedidos em razão de investigações que se desenvolviam há cerca de 30 dias. A operação foi comandada pelo delegado-chefe José Aparecido Jacovós, da 16.ª SDP, com acompanhamento do delegado-chefe da Divisão Policial do Interior (DPI), Luiz Alberto Cartaxo Moura.

“Os últimos homicídios ocorridos na cidade estavam ligados diretamente ao tráfico de drogas”, disse Jacovós. Eeste ano, Campo Mourão registrou 42 homicídios, dos quais 38 casos foram elucidados. “Em 35 crimes a polícia pediu prisão preventiva dos autores. Atualmente, somente por homicídios, existem 30 pessoas presas. Estão foragidos dez homicidas, mas temos mandados de prisão expedido contra eles”, explicou o delegado.

Paraná agora tem o BOPE

Publicado: 28 outubro 2010 em Paraná

O governador Orlando Pessuti assinou nesta quarta-feira (27) a elevação da Companhia de Polícia de Choque da PM a Batalhão de Operações Especiais (Bope) e a criação do Grupamento de Resgate Aéreo (Graer). Os dois têm sede em Curitiba, mas irão atuar em todo o Paraná.

“O Bope e Graer são duas estruturas que vão contribuir muito para a segurança pública do nosso Estado”, disse Pessuti, após a assinatura dos documentos. “Eles são um primeiro passo na preparação da segurança do Estado para a Copa das Confederações, em 2013, e Copa do Mundo 2014.”

“Temos grandes eventos em Curitiba e em todo o Paraná que, muitas vezes, não tinham o policiamento especializado necessário. Agora, já temos policiais militares fazendo cursos em Brasília e outras cidades do Brasil, além do exterior. Só faltava a criação das unidades”, argumentou Pessuti.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou hoje (28) no Diário Oficial da União as novas regras para controlar a venda de antibióticos. Essas substâncias, a partir do dia 28 de novembro, só poderão ser vendidas em farmácias e drogarias do país mediante a apresentação da receita de controle especial em duas vias pelo consumidor.

A primeira via ficará retida na farmácia e a segunda deverá ser devolvida ao paciente carimbada para comprovar o atendimento. Quem prescrever as receitas deve atentar para a necessidade de entregar de forma legível e sem rasuras duas vias do receituário aos pacientes.

As embalagens e bulas também terão que mudar e incluir a frase “Venda sob prescrição médica – só pode ser vendido com retenção da receita”. As empresas terão 180 dias para se adequar às novas normas de rotulagem.

A resolução definiu também novo prazo de validade para as receitas, que passa a ser de dez dias, em função dos mecanismos de ação dos antimicrobianos. Todas as prescrições deverão ser escrituradas, ou seja, ter suas movimentações registradas no Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados. O prazo para que as farmácias iniciem esse registro e concluam a adesão ao sistema é de 180 dias.