Arquivo de fevereiro, 2010

O deputado Wilson Quinteiro realizou na tarde dessa sexta-feira (26), na reitoria da UEM uma reunião com o reitor Décio Sperandio,  prefeitos e vereadores de várias cidades do Vale do Ivaí para discutir a implantação de uma extensão da UEM para a região. A indicação para a extensão da UEM apresentada pelo Deputado Quinteiro, foi aprovada por uninimidade. Na reunião os prefeitos tiveram a oportunidade de questionar as dúvidas e avaliar o benefício que o projeto trará para a população. No início do mês de março ocorrerá uma nova reunião, com o  Deputado Quinteiro e prefeito que tenham interesse em implantar os cursos e serviços oferecidos pela UEM nas suas cidades. Quinteiro avaliou o projeto como uma grande oportunidade para cada cidade do Vale do Ivaí, avaliar seus protenciais e buscar beneficios para a população. Diversos prefeitos estão interessados e já estão lutando para seu município seja agraciado.

PS: Olha o Fabríco de Sá ai na foto. Ele ainda não é vereador mas, é forte candidato nas próximas eleições.

Pela saúde do povo

Publicado: 28 fevereiro 2010 em Região

Para o leitor refletir:

Barbosa Ferraz reabriu o seu Hospital Municipal (muito bem estruturado) em 2005.

Fênix dá passos importantes para reabrir o antigo Hospital da cidade.

Quinta do Sol também está chamando para si a reponsabilidade para tocar um hospital já existente na cidade.

A União dos Vereadores do Paraná (UVEPAR) está impedida de receber verbas públicas a título de contribuição. Ou seja: as Câmaras Municipais de todo o Estado, que costumavam encaminhar parte do seu orçamento – que é público – para essa entidade de classe, que representa os vereadores paranaenses, estão proibidas de fazer esse repasse. A decisão, do juiz substituto José Daniel Toaldo, atende ação civil pública proposta pela Promotoria de Justiça de São João do Triunfo, região de Campos Gerais, e foi proferida hoje (25). Foi estipulada multa contra a UVEPAR para caso de descumprimento.

O promotor de Justiça Rodrigo Leite Ferreira Cabral, autor da ação, explica que a decisão, de caráter liminar, complementa entendimento anterior do Juízo de São João do Triunfo, que em julho do ano passado havia determinado que a Câmara de Vereadores da cidade suspendesse a contribuição à associação. “Depois de proposta a ação, tentamos junto à UVEPAR uma saída administrativa para a questão. Como não houve entendimento, mantivemos a via judicial e agora o repasse está suspenso em todo Paraná”, diz o promotor. Na ação, ele aponta que só a Câmara de São João do Triunfo desembolsou, entre março de 2006 e janeiro de 2009, R$ 9.135,96 dos cofres públicos em benefício da entidade de classe. Quando a ação foi proposta, em julho do ano passado, havia 201 Câmaras Municipais filiadas à UVEPAR.

Para o ressarcimento total dos valores pagos indevidamente, em outras comarcas, cada Promotoria de Justiça deve ingressar com ação cobrando a devolução da verba aos cofres públicos.

Para quê?

Publicado: 24 fevereiro 2010 em Região

Uma Parati com adesivos do Partido Progressista circula pelos municípios do Paraná com a inscrição de “Caravana Progressista”.

Chama a atenção no carro a frase “Traga suas idéias”. E o blog pergunta: Para quê a população levar suas idéias se os políticos do PP não houvem ninguém. Os maringaenses que o digam.

O deputado Quinteiro está trabalhando para levar uma extensão da UEM para beneficiar milhares de jovens no Vale do Ivaí. Graças ao deputado o projeto vai ser viabilizado e jovens de várias cidades como por exemplo: Barbosa Ferraz, Fênix, Quinta do Sol, Engenheiro Beltrão e outras serão beneficiado com alguns cursos oferecidos pela UEM.

Segundona de festa

Publicado: 22 fevereiro 2010 em Barbosa Ferraz, Corumbataí do Sul

A turma que comemora idade nova nesta segunda-feira é grande. O destaque é para a comemoração dupla dos irmãos Cassiana e Leonardo Alves, de Corumbataí do Sul e também da nova professora de Educação Física, Islayne Carlet, de Barbosa Ferraz. Nossos parabéns a todos os aniversariantes do dia.

Começam a vigorar hoje (18), as novas regras da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a venda de produtos em farmácias. Fica proibida a venda de produtos de conveniência e restringidas a exposição de medicamentos nas prateleiras. Os estabelecimentos que descumprirem a norma podem pagar multas de até R$ 1,5 milhão. (mais…)