Arquivo de setembro, 2010

O site Congresso em Foco fez um levantamento com os candidatos que estão com pendências com a Justiça. Veja a lista dos candidatos paranaenses

Anúncios

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram nesta quinta-feira (30) que os eleitores só precisam de um documento com foto para votar nas eleições do próximo domingo (3). Por maioria dos votos – oito a dois -, os integrantes da corte suprema decidiram, na prática, que o cidadão não precisa levar consigo o título de eleitor. Ele poderá votar com a carteira de identidade, ou com algum documento que tenha foto, a carteira de motorista ou de trabalho, por exemplo. Como a decisão foi dada em caráter provisório, ainda pode ser modificada quando o STF voltar a se reunir para analisar o mérito da questão. “Segue-se exigindo os dois documentos. Mas a ausência do título não pode impedir o cidadão de exercer seu direito”, disse Ellen Gracie, relatora do caso.

As informações são do site Congresso em Foco

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), unidade Curitiba, do Ministério Público do Paraná, apresentou à Justiça nesta quinta-feira, 30 de setembro, denúncia criminal contra dois policiais militares pelo crime de concussão (extorsão praticada por servidor público). De acordo com o MP-PR, em agosto de 2009, após flagrarem um rapaz na Vila das Torres com um cigarro de maconha, os dois PMs exigiram da vítima R$ 30 mil, sob ameaça de colocarem drogas na empresa da família do jovem e autuá-lo por tráfico. A cobrança foi feita no pátio da Delegacia de Polícia do 2º Distrito, no bairro Água Verde.

Como o rapaz não dispunha do valor exigido naquele momento, ficou acertado que faria o pagamento no dia seguinte, em frente a um supermercado no Jardim Botânico. Na data marcada, os policiais foram até o local combinado, mas a vítima não. A partir daí, o pai do jovem, empresário do ramo da reciclagem, passou a receber diversos telefonemas dos PMs, que insistiam no pagamento dos R$ 30 mil ou iriam “complicar” a vida do rapaz. Esse valor chegou a ser reduzido a R$ 1 mil, mas ainda assim não foi pago. O Ministério Público foi procurado pela família e o GAECO passou a investigar o caso.

A área de telecomunicações da Copel poderá alavancar ainda mais o seu crescimento com um financiamento recém-aprovado de R$ 52 milhões proveniente da Finep – Financiadora de Estudos e Projetos, empresa pública ligada ao Ministério de Ciência e Tecnologia.

Deste valor, R$ 12 milhões serão destinados à viabilização do projeto BEL-i9 no Paraná. O restante dos recursos servirá à ampliação da malha física de cabos de banda extra larga no Paraná, e à execução do Plano Estadual de Banda Larga, lançado em agosto pelo governador Orlando Pessuti.

Com o projeto BEL-i9, a companhia pretende incentivar a inovação e o desenvolvimento de conteúdos, aplicações e serviços de valor adicionado para as redes, por meio de laboratórios a serem constituídos em parceria com universidades, fundos de investimento e outros organismos. Adicionalmente, o projeto permitirá identificar e atrair empresas que já possuem conteúdos desenvolvidos e que poderão ser rapidamente disponibilizados nas redes de banda larga.
(mais…)

Confira a ordem de votação dos candidatos

Publicado: 30 setembro 2010 em Geral

No pleito do próximo domingo (3), o eleitor deve votar em seis candidatos para o preenchimento dos cargos em disputa. Para facilitar e agilizar a votação, a Justiça Eleitoral incentiva o eleitor a levar uma “cola” (que pode ser impressa aqui), com os números de seus candidatos anotados, tendo em vista que, nesta eleição, o votante terá de digitar 25 teclas para concluir a sua votação. Esse número pode ser ainda maior caso haja a necessidade de corrigir algum dígito.

A cola disponível no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pode ser preenchida no próprio computador e impressa já com os números dos candidatos.

Ordem de votação

Assim que entrar na cabine de votação, o primeiro candidato que o eleitor terá que escolher é o deputado estadual/distrital, identificado por cinco algarismos. O segundo voto é para deputado federal, composto de quatro dígitos. Em seguida deve ser escolhido o primeiro candidato a senador – três números, e na sequência o segundo candidato a senador, novamente com três números. É importante lembrar que o eleitor deve votar em candidatos diferentes para este cargo. Se o eleitor votar duas vezes no mesmo candidato a senador, o segundo voto será considerado nulo.

O quarto voto é para governador e o último para presidente da República. Os candidatos a esses dois cargos são representados por dois dígitos que correspondem ao número do partido pelo qual concorrem.

Após digitar o número de cada um dos escolhidos e conferir a foto de seu candidato na tela, o eleitor tem de confirmar o seu voto. Caso digite algum número errado e a foto não corresponder ao seu escolhido, o eleitor tem de apertar a tecla corrige, digitar corretamente o número, conferir a foto e confirmar o voto. Depois de confirmar o voto em algum candidato, não existe possibilidade de voltar atrás. Aquele voto já foi computado pela urna.

É domingo

Publicado: 30 setembro 2010 em Geral

Faltam 3 dias para as eleições.

A informação é do Blog do Rigon

Fomos conferir a informação de que o ex-prefeito de Marialva, Humberto Feltrin, seria funcionário fantasma da assembleia e verificamos que na verdade ele foi nomeado como assessor do deputado Durval Amaral, como G-5 (depois informaremos o salário). Este cargo exige dedicação de 40 horas semanais que podem ser trabalhadas no escritório regional do parlamentar. Resta saber que isto foi cumprido, se o ex-prefeito não tinha outra atividade e se  não está trabalhando na campanha do candidato, durante o horário de expediente, o que caracterizaria crime eleitoral. Falando nisso, esperamos que nenhum assessor de deputado esteja trabalhando em suas campanhas, durante do expediente.

Akino Maringá, colaborador

Nota do Blog: Qualquer semelhança com Corumbataí do Sul não é mera coincidência