Arquivo de maio, 2012

Contrato de risco

Publicado: 29 maio 2012 em Região

Um pré-candidato a prefeito tem buscado reunir uma boa equipe de apoiadores, lideranças e equipe de trabalho. Tem oferecido aos consultados um contrato de risco: se eleger, o povo garante uma boquinha. Se perder, a amizade continua a mesma ou, quem sabe, até mais forte. Tem recebido como resposta, na maioria dos casos, um belo não.

Anúncios

Aniversariante

Publicado: 29 maio 2012 em Barbosa Ferraz

O vereador Edenilson Miliossi, de Barbosa Ferraz, está comemorando mais um ano de vida nesta terça-feira. Recebe os cumprimentos da família (foto), dos amigos e admiradores do seu trabalho.

Na quarta-feira (30), a Secretaria de Segurança Pública (Sesp) do Paraná irá publicar novas regras para o uso de veículos por servidores da Polícia Civil. Segundo a resolução a ser publicada, os policiais só poderão utilizar os veículos se estiverem em serviço.

Outra medida será a proibição de uso dos carros nos fins de semana. Policiais que necessitarem dos veículos fora do horário de expediente precisarão apresentar justificativa.

A decisão da Sesp em mudar as regras do uso dos veículos foi tomada após uma reportagem do jornal Gazeta do Povo que flagrou carros da Polícia Civil sendo utilizados por servidores para fins pessoais. Dentre as imagens publicadas, algumas mostram dois veículos do serviço reservado da polícia saindo de uma casa de prostituição em Curitiba.

Com informações do G1 Paraná

Rodeio é festa tradicional em Corumbataí do Sul. Foto Paulo Araújo/Arquivo Ji News

A informação é da Tribuna do Interior

Frustrados, muitos visitantes da festa de Corumbataí do Sul deixaram o recinto quando foi anunciado que a companhia de rodeio não realizaria montarias em touros. Os organizadores foram impedidos por uma determinação do promotor Victor Hugo Nicastro Honesko, da comarca de Barbosa Ferraz. O promotor entende que o uso dos petrechos, como esporas, corda americana, choques, peiteiras, barrigueiras, laços, entre outros objetos, causam maus tratos ou crueldade aos animais e ditou as restrições. Nada de petrechos, sob pena de multa de mil reais por montaria e cadeia para quem desobedecer tal ordem. A medida foi anunciada antes mesmo da festa começar e o promotor determinou para que a Polícia Ambiental de Campo Mourão observasse o rodeio. Sexta-feira as montarias foram realizadas normalmente.Cerca de 50 touros saíram na arena em descumprimento as restrições da promotoria.

Ontem(26) o promotor foi mais enérgico e pediu a prisão para quem desrespeitasse as regras imposta. Notificados, os organizadores tomaram conhecimento da rigidez das normais e resolveram não realizar o rodeio. O município foi multado em R$ 50 mil reais, com base no relatório da polícia ambiental, mas os advogados da prefeitura informaram que vão recorrer judicialmente.

A indignação dos profissionais do rodeio é que no final de semana 13 cidades do Paraná estavam recebendo os peões de rodeio e somente Corumbataí do Sul foi impedido de seguir com as montarias, uma das mais tradicionais festas populares do país. Representantes de vários deputados estaduais estavam no evento e os legisladores do Paraná devem se pronunciar em plenário durante a semana para haver um entendimento igual nas comarcas e evitar o constrangimento dos organizadores desse tipo de rodeio show.

O deputado estadual Douglas Fabricio (PPS) esteve neste domingo (27) em Corumbataí do Sul para prestigiar a festa do prato típico do município, o “Cabrito Apressado”.  Juntamente com o vice-prefeito Elias Fernandes da Silva e lideranças locais, Douglas também saboreou produtos à base de maracujá, também expostos na festa.

“Corumbataí do Sul está de parabéns por investir na diversificação agrícola, valorizando a pequena propriedade rural e assim gerando riquezas com o maracujá e criação de cabritos”, destacou o deputado

Classificados: Citroen C3

Publicado: 27 maio 2012 em Geral

Vendo C3 GLX 1.4, ano 2010, prata, ar, direção hidráulica, vidros e travas elétricas, 40.000MKm, 2º dono, som, manual, NF, chave copia, insulfime, volante escamoteável, banco de couro, estado impecável
R$ 16.500,00 + consórcio
Tim (44) 9827-1894
Claro (44) 8812-7973
Oi (44) 8409-0120

Empresa que promove o evento entrou com mandato de segurança na Justiça, que garantiu a realização desde que não sejam utilizados instrumentos que causem maus tratos aos animais. Pela primeira vez na história policiais da Força Verde vão fiscalizar a realização do rodeio.

A insegurança na realização, ou não, da Festa do Peão de Corumbataí do Sul, evento comemorativo ao 25º aniversário de emancipação política do município,  teve uma notícia positiva nesta quinta-feira. Uma decisão da Justiça, com base em um mandato de segurança, garante a realização da festa desde que os promotores do evento se abstenham de utilizar instrumentos que causem maus tratos físicos e psicológicos nos animais. Na teoria, a ordem da Justiça é semelhante a que cancelou o rodeio de Barbosa Ferraz.

Já na prática, os organizadores vão experimentar um rodeio diferente, sem os instrumentos conhecidos em todo o Brasil e que estimulam os animais a pular. Caso não seja respeitada a decisão, a multa é de R$ 1 mil para cada montaria que utilizar os equipamentos proibidos. A abertura do rodeio está marcada para esta sexta-feira (25) e segue até domingo (27).

Juntamente com a Festa do peão, ocorre também a Festa do Maracujá e o almoço tradicional com o prato típico Cabrito Apressado. Quem também abre o espetáculos de shows é a dupla Teodoro e Sampaio, que estarão pela primeira vez na cidade. Os sertanejos terão palco exclusivo e vão se apresentar logo após o rodeio. Ainda na sexta-feira a Banda Cawboys do Asfalto também se apresenta para animar o público presente. No sábado é dia da Banda Kapital se apresentar, seguida, no domingo, pela Banda Nova Embalagem. A dupla Carlos e Marciely terão participação nos três dias do evento.

Os convites para o almoço do prato típico só serão vendidos até sexta-feira (25). Informações podem ser obtidas na prefeitura através do telefone (44) 3277-1153.

Fac-símile de parte da decisão da Justiça reitera a proibição de instrumentos e multa, em caso de desobediência