Arquivo da categoria ‘Barbosa Ferraz’

bd_estadual

bf_federal

rio_aterroO planejamento (ou a falta dele) em Barbosa Ferraz resultou numa das cenas mais tristes quando se fala em meio ambiente. Ao mesmo tempo que as autoridades endurecem o discurso e a fiscalização para preservar (o que restou) dos rios, o blog registrou essa imagem ao lado de uma ponte na Estrada Monteverde, no Pocinho.

Para que o leitor entenda a revolta de quem viu a cena de um córrego assoreado, a foto foi feita de cima de uma ponte recém construída, novinha em folha, numa estrada que foi totalmente readequada, com investimento de R$ 120 mil do Governo Federal. Mesmo assim não planejaram a passagem de equipamentos e maquinários utilizados na colheita das lavouras de milho e soja.

E o resultado é este. Uma clareira aberta numa área de preservação permanente e o assoreamento do quase falecido córrego.

 

pacotur1

Reprodução Paraná TV

O ônibus pertencente a Sebrian Transportes Ltda – também conhecida pelo nome fantasia Pacotur – que se envolveu em grave acidente nesta madrugada prestava serviços para prefeituras da região no transporte de pacientes em tratamento na capital do Paraná. Entre as prefeituras que contratam o serviço da Sebrian, está a de Barbosa Ferraz.

O acidente resultou em duas mortes no instante da colisão. Adrieli Baia, de Fênix, e Aparecida Domingues, de São João do Ivaí, estavam sentadas nas poltronas que foram atingidas em cheio com a pancada e não resistiram aos ferimentos. O lado direito do ônibus teria atingido a traseira de uma carreta. O motorista do caminhão ainda tentou jogar o veículo para o acostamento mas, não evitou a colisão.

A Pacotur foi anunciada no ano passado pela Prefeitura de Barbosa Ferraz como uma empresa alternativa para agilizar o transporte de pacientes para tratamento em Curitiba, além de uma van de propriedade do município que já realizava parte do serviço. No momento da colisão estavam no veículos pacientes de Barbosa Ferraz, Fênix, Quinta do Sol e São João do Ivaí. Quase mil pacientes foram à Curitiba pela empresa somente em Barbosa Ferraz, de acordo com informações do Portal da Transparência.

A super Lua

Publicado: 11 agosto 2014 em Barbosa Ferraz
Tags:, , ,

IMG_0932Ontem o céu ganhou um brilho especial. A super Lua, fenômeno que ocorreu há pelo menos 20 anos. A foto foi feita em Barbosa Ferraz.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Um investimento de quase R$ 700 mil reais em duas obras. Mesmo assim o recurso chega com atraso. O investimento é do Ministério do Turismo e deveria ter concluído o Centro de Informações Turísticas de Barbosa Ferraz há oito meses. Um investimento de quase R$ 300 mil. Outros recursos, quase R$ 380 mil, seriam utilizados para a construção do Centro Religioso em Corumbataí do Sul. A obra deveria ser entregue em junho de 2013 e segue a passos lentos com um ano e dois meses de atraso.

Para o Centro de Informações Turísticas, dos quase R$ 300 mil orçados para a obra, cerca de R$ 275 mil já foram repassados. O último depósito, de acordo com o portal da transparência, ocorreu em julho deste ano. Situação menos confortável vive Corumbataí do Sul. A obra orçada em quase R$ 380 mil recebeu repasses de apenas R$ 123 mil. De acordo com o site da Caixa, que repassa os recursos, menos de 40% da obra foram concluídas e falta a prestação de contas parcial.

Li essa nota na coluna Política e Ação, do competente jornalista Walter Pereira, publicada no jornal Tribuna do Interior na semana passada:

Com a proximidade do fim de ano, prefeitos da região já estão colocando os pés nos freios com os gastos. Em Barbosa Ferraz, por exemplo, segundo o prefeito Gilson Cassol, a ordem é apertar os freios e reduzir ao máximo os gastos. Isso tudo para não chegar ao fim do ano com as contas do município no vermelho. Segundo o alcaide, a queda no repasse do Fundo de Participação aos Municípios (FPM), de 24% na cidade, deixa a situação ainda mais complicada. “Vamos fazer o que for preciso para cortar os gastos”, ressaltou. Segundo ele, alguns trabalhos já começarão a ser priorizados. E brinca pra ver…

Ao que tudo indica, o dinheiro anda curto para alguns setores. No Esporte, por exemplo, o então diretor foi convidado a deixar o cargo por falta de verbas. Projetos na área também foram cancelados para apertar os gastos públicos. No entanto, na mídia, a veiculação de comerciais citando “a administração que apoia o esporte” segue normalmente.

Numa pesquisa rápida pelo portal da transparência, a coisa anda muito bem em outros segmentos da administração. Em um único contrato que a prefeitura fez com uma empresa prestadora de serviços, com duração de um ano, o valor máximo a ser gasto no período seria o suficiente para comprar os melhores equipamentos disponíveis no mercado para executar o mesmo serviço que a terceirizada fará. Chamou a atenção também o preço cobrado pelos itens discriminados no contrato. Em alguns casos o dobro do que a gente vê na iniciativa privada. Mas isso não é assunto para blog. É assunto para o MP e para o TCE/PR.

??????????O município de Barbosa Ferraz, na região Centro-Oeste do Estado, está entre os mais prejudicados pelas chuvas de junho. Conhecida como “a capital do crochê” e um dos principais polos de artesanato do Paraná, a cidade registrou mais de 3 mil pessoas afetadas e que têm renda oriunda destas atividades.

Para minimizar as perdas e apoiar a população, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano garantiu a liberação de R$ 540 mil para a construção ou compra de um barracão industrial do município. “Não poderíamos retroceder mais uma vez na nossa história. Este benefício traz alento a todos nós e recupera nossa dignidade, com a garantia de emprego e renda”, diz um dos empresários da região, Waldir de Oliveira, cujas máquinas, produtos e fios ficaram submersos.

O empresário fala em retrocesso ao lembrar que Barbosa Ferraz já foi também conhecida como a “Capital Mundial da Menta”, em função do óleo de hortelã, atividade extinta por conta de enchentes passadas. Na época, a população da cidade somava 70 mil habitantes e hoje são apenas 12 mil.

O secretário de Desenvolvimento Urbano, João Carlos Ortega, que visitou o município em 2014, ficou sensibilizado com a situação dos moradores após as chuvas e agilizou com o prefeito Gilson André Cassol os recursos necessários e emergenciais para favorecer a atividade econômica da população.

Foto: Divulgação